Vinho e viagem: a experiência completa na Toscana

7 Jul 2017

Colinas, ciprestes, vinhedos...quem nunca sonhou em passear pela Toscana? E que tal ficar uma semana, 10 dias, 1 mês ou até mais em uma casa típica, aprender sobre o trabalho nas vinhas, experimentar pratos da culinária local e degustar bons vinhos?! Isto pode ser muito mais acessível do que você imagina!

Esta foi uma das experiências da nossa última viagem na Itália, em maio deste ano: trabalhar em fazendas orgânicas em troca da hospedagem e alimentação. Pesquisando sobre viagens pelo mundo, encontramos uma associação chamada WWOOF (WorldWide Opportunities on Organic Farms), que surgiu na década de 70 na Inglaterra, e hoje existe em muitos países do mundo, inclusive no Brasil.

 

Funciona basicamente assim:

1º Escolher o país que você quer visitar/trabalhar no site http://wwoof.net/;

2º Inscrever-se e pagar uma taxa (35 euros por pessoa, quando fomos);

3º Entrar em contato com os proprietários por e-mail ou telefone e combinar o período desejado.

 

É simples e funciona!

Ao pesquisar no site da WWOOF inicialmente, vimos que na Itália haviam mais de 600 propriedades associadas. Pudemos ver alguns dados básicos, como a região e o tipo de trabalho. Após efetuada a inscrição, são disponibilizados mais dados, inclusive o contato dos proprietários. Fizemos todo contato por e-mail, sendo que tanto nós fizemos perguntas como os proprietários pediam informações nossas. 

E assim partimos para nossa aventura. Um pouco apreensivos, pois não tínhamos nem visto fotos dos lugares que ficaríamos, que foram 2: um no Vêneto e outro na Toscana, o qual vou descrever agora.

 

Esta era a “azienda biologica” (fazenda orgânica em italiano) onde ficamos por uma semana, localizada na cidade de San Giovanni Valdarno, a meia hora de trem de Florença. Além das parreiras, haviam oliveiras, cerejeiras e uma horta orgânica. A família era composta por um casal, 2 filhos adolescentes, 1 cachorro e 4 gatos! As instalações superaram nossas expectativas. Fomos muito bem recebidos!

O período de trabalho é negociável, depende de cada propriedade e das atividades em andamento. Nós trabalhamos aproximadamente 8 horas por dia nos dias de semana e tivemos folga sábado e domingo.

O trabalho principal foi montar uma vinha nova! Ajudamos a instalar a suportação (os “pilares” de madeira e de metal e os fios de arame). E fizemos muitas viagens de trator! Na caçamba, porque os wwofers não podem dirigir trator!

 

E a recompensa no dia seguinte era acordar com esse belo nascer do sol no vale do Rio Arno.

 

No fim de semana pudemos então passear pelo interior da Toscana. Conhecemos a região do Val d’Orcia, onde estão as típicas paisagens com ciprestes.

 

E não podíamos deixar de passar em Montepulciano e Montalcino!

Visitamos a Cantina Contucci em Montepulciano e em Montalcino não pudemos deixar de comprar um Brunello! As duas são antigas cidades medievais, no alto da colina, cercada por muralhas e o pesseio pelo centro histórico é muito agradável. Em Montalcino até experimentamos um gelato di vino!

E ao fim do dia ainda teve um pôr-do-sol em Radda in Chianti.

 

E no domingo, a família nos convidou para ir com eles para a praia! Assim conhecemos mais um lado da Toscana: praia em uma cidade medieval! A cidade se chama Castiglione della Pescaia, na região de Maremma. Era onde a família costumava passar a temporada de verão.

 

E para o almoço, churrasquinho de domingo? Que nada! Pizza na praia! Nos adaptamos fácil a este costume italiano!

 

Assim eram as ruas charmosas da cidadezinha:

 

E de repente, além das muralhas do castelo, aquele marzão!

 

Na volta pra casa, eles ainda fizeram um pequeno desvio do trajeto para nos mostrar essa igreja sem teto, em San Galgano.

 

Work hard, play hard! Após passeios incríveis, voltamos ao trabalho na segunda-feira ainda mais estimulados!

Fizemos a manutenção nas vinhas mais antigas...

 

 

...colhemos cerejas...

 

 

...e continuamos a montagem da vinha nova:

 

 

Foi uma semana intensa! Praticando o idioma italiano, aprendendo a cozinhar pratos locais, bebendo muito vinho, conhecendo a cultura da região, e ainda podemos dizer que trabalhamos na montagem de uma vinha de aproximadamente meio hectare!

 

 

Realmente achamos que valeu a pena e que esta é uma das melhores formas de viajar, pois se aprende muito e gasta pouco! Conhecemos lugares que sem os moradores locais mostrarem jamais iríamos, provamos comidas que não existem nos restaurantes turísticos, aprendemos sobre permacultura e cultivo de orgânicos e ainda fizemos novos amigos!

 

Interessante, não é? Ficou com vontade de arrumar as malas e passar uma temporada sob o sol da Toscana? Entre em contato com a gente para montarmos um roteiro personalizado para você aproveitar ao máximo sua próxima viagem!

Compartilhar no Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

3 dias em Viena!

14 Nov 2019

1/3
Please reload

Posts Recentes

14 Nov 2019