Mergulhe nas belezas de Bonito!

29 Aug 2017

Bonito, uma pequena cidade no interior do Mato Grosso do Sul, com um grande potencial turístico. É difícil encontrar alguém que foi pra lá que não diga “Bonito é bonito”, ou que não comente o quanto tenha se impressionado com as belezas de lá.

 As opções de turismo são diversas, todas relacionadas com a natureza, trilhas, flutuação, cachoeiras, cavernas, etc... E a organização também é um ponto positivo, os passeios são todos feitos com guias e agendados através das diversas agências que existem na cidade. Isso ajuda muito na logística e, principalmente, na preservação dos locais, pois evita o excesso de pessoas no mesmo local.  Nós já havíamos feito as reservas pela agência da própria pousada que íamos ficar, lembrando que é sempre bom reservar com antecedência, devido ao número máximo de pessoas por passeio, principalmente se for num feriado ou período de férias escolares.

Quanto ao transporte, para um melhor aproveitamento do tempo e facilidades de locomoção, optamos por locar um carro durante todo o período que estivemos por lá, mas as agências oferecem o transporte em vans, que também é uma forma boa para não se incomodar em dirigir em estradas de terra. Mesmo com os avisos de que as estradas não eram muito boas e pouco sinalizadas, não tivemos nenhum problema.

 

Como primeiro post sobre Bonito, vamos falar sobre a “flutuação”, que é um mergulho de snorkel, flutuando sobre as águas do rio, acompanhando a correnteza, onde é possível observar uma grande quantidade de peixes e plantas nas águas super cristalinas da região. É o “carro chefe” do turismo de lá, e proporciona visuais incríveis dos rios e da natureza.

Fizemos três flutuações, a nascente do Rio Sucuri, o Aquário Natural e o Rio da Prata. Recomendamos seguir essa ordem, pois no nosso ponto de vista, acaba sendo uma progressão de experiências e belezas.

 

Rio Sucuri

 

Para a flutuação do Rio Sucuri é necessário ir até a Fazenda São Geraldo, que fica a aproximadamente 20km do centro da cidade, e que é a proprietária e responsável pelo trecho do Rio Sucuri. O nome sucuri não é porque o rio tem sucuris, mas sim pelas curvas que ele faz no seu trajeto. Bem, aparecem umas cobrinhas por lá de vez em quando hehe.

Na fazenda é feita toda a explicação de como funciona o passeio, é entregue a roupa de neoprene e o kit para a flutuação, também é prestado um treinamento na piscina, muito importante para quem é marinheiro de primeira viagem no snorkel para pegar alguns macetes.

A estrutura da fazenda é bem completa, tem banheiros, vestiário, guarda volume, loja de souvenir e restaurante.

Os grupos de cada horário vão até o local de flutuação com transporte organizado pela própria fazenda. Esse transporte é em carro aberto, então é importante levar alguma toalha ou agasalho para se cobrir, pois pode ser um pouco frio dependendo da época do ano.

Após o desembarque, é feita uma pequena trilha a pé em meio a mata, até a nascente do Rio Sucuri, onde se inicia o mergulho.

De repente, um pequeno rio nasce no meio da mata...

Estas águas estão entre as mais cristalinas do mundo! No Brasil ficam em primeiro lugar. Em épocas de seca são mais cristalinas ainda, mas nós fizemos o passeio após um dia de muita chuva e, mesmo assim, estava muito límpida, impressionante! O que deixa as águas cristalinas é a presença de cálcio e magnésio, o que é um presente, mas também um vilão para os turistas, que às vezes acabam tomando um pouco da água dos rios e ficam com dor de barriga!

 

E de repente tudo vai se transformando, o rio ganha forma, cores azuladas e os cardumes começam a aparecer.

 

Não tem como não se impressionar!

São daqueles momentos que falamos que não tem como representar por foto ou vídeo, só estando lá para ver e sentir toda a beleza.

A descida do rio é de acordo com a correnteza, sempre acompanhado de um barco de apoio. Mesmo pessoas mais idosas ou crianças podem fazer o passeio.

O tempo de flutuação é em torno de 1 hora e a temperatura da água é ligeiramente fria, mas, com as roupas de borracha e a paisagem exuberante, você nem vai lembrar disso! Essa temperatura varia pouco durante o ano, seja verão ou inverno.

Nem sempre é fácil tirar fotos, depende da luz, da velocidade da correnteza e da qualidade da câmera. Há opções de aluguel de GoPro na fazenda ou nas agências de turismo.

A organização do passeio também oferece serviço de foto, um profissional faz as imagens no ponto de partida e no ponto e chegada.

 

 

Aquário Natural

 

O receptivo do Aquário Natural fica a aproximadamente 8km do centro de Bonito, também com infraestrutura de estacionamento,  banheiros, restaurante, vestiários e serviços de fotos.

Após a preparação (vestir as roupas, coletes, passar na ducha e treinar na piscina) é feita a trilha até o ponto de início do mergulho. Não é permitido passar protetor solar, para não poluir a nascente, mas a trilha é feita na sombra a maior parte. Por isso também é aconselhável fazer os passeios cedo pela manhã, quando o sol não está tão forte. Vimos muitos turistas com as panturrilhas queimadas!

O início da flutuação na nascente é num ponto que forma uma espécie de lagoa não muito profunda e o diferencial deste local é a grande quantidade de plantas, formando uma paisagem especial.

Neste ponto não há muita influência da correnteza e tem-se um tempo para flutuar pela nascente, é possível observar uma infinidade peixes, desde os maiores até os mais pequenos que ficam escondidos entre as plantas. Realmente nos sentimos dentro de um aquário!

Após um tempo na nascente, é feita a descida pela correnteza do rio por quase 1 km, também com um barco de apoio.

No final do percurso há uma tirolesa para fechar com chave de ouro!

 

Gostamos muito desta flutuação pois foi a que vimos a maior quantidade de peixes e vegetação.

 

Rio da Prata

 

A fazenda onde é a recepção para a flutuação no Rio da Prata é um pouco mais distante do centro de Bonito, em torno de 45km. É um lugar com a infraestrutura completa, como nos demais locais, para você passar o dia, se quiser.

Ainda com um adicional de muitas aves que visitam o local, podendo ver araras, papagaios, periquitos, seriemas, emas, entre outras, como esse tucano que nos recepcionou na chegada à fazenda.

Para chegar ao ponto de flutuação, é feito um trecho pela fazenda através de caminhonete e na sequência uma trilha a pé em meio a mata de aproximadamente 30 minutos.

Depois da trilha, chega-se a nascente do Rio Olho d’Água, que é onde se inicia o mergulho. Há uma área delimitada por pedras, que é para um treinamento inicial. Apenas nesta área é permitido ficar em pé, tocando o leito do rio, depois, apenas flutuar, para não deixar a água turva.

Vendo de cima não é possível imaginar a beleza que é quando se está lá em baixo! Novamente difícil representar em fotos...

O passeio passa por diversas situações, sempre com muitos cardumes, iniciando na nascente com a água calma, onde é possível apreciar com bastante atenção todos os peixes, passando por trechos rasos, onde se passa muito perto da vegetação.

Também atravessa lugares com muitos troncos e raízes de árvores, que dão um clima mais “sombrio”. E locais com correntezas mais fortes, até com um pouco de emoção! Por isso, acaba sendo a flutuação com a experiência mais completa.

Ao final do trecho do rio Olho d´Água, após 1:30h de mergulho, chega-se ao “vulcão”, que é uma vertente de água no fundo do rio, onde vemos o fenômeno da ressurgência.

 

 

Na parte final, alguns optam por seguir o resto do passeio de barco, pois é o momento onde o rio Olho d’Água encontra o Rio da Prata, então a água se torna um pouco mais fria, fica um pouco mais profundo e a visibilidade, menor, mas quem desejar, pode seguir nadando.

Finalizando este mergulho, é feito o transporte com veículo até a fazenda.

Nesta fazenda também é feito o mergulho na Lagoa Misteriosa, e próximo também está localizado o Buraco das Araras, então quem quiser economizar tempo pode deixar estes passeios agendados para o mesmo dia. Nem sempre a Lagoa Misteriosa está aberta para o passeio, pois só fica acessível em determinadas épocas, é preciso verificar antes.

Nós fomos até o Buraco das Araras, porém tivemos um pequeno imprevisto no caminho rsrsrs....

O boi não estava a fim de sair da frente da porteira, e não se incomodava com o carro ou a buzina.

 

Isto é um pouco de Bonito, existem outras dezenas de atividades que podem ser feitas neste paraíso do interior do Brasil, como visitas às grutas, trilhas por cachoeiras, rapel, etc...com certeza depois de ir uma vez você ainda ficará com vontade de voltar! Então é só reservar as datas e pode deixar que montamos um roteiro sob medida para você aproveitar ao máximo!

 

Compartilhar no Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

3 dias em Viena!

14 Nov 2019

1/3
Please reload

Posts Recentes

14 Nov 2019