O sol do outro lado do Atlântico

30 Oct 2017

Quando estivemos em Portugal, gostamos muito de conhecer Cascais. Foi uma passagem rápida, retornando de Sintra para Lisboa, mas muito agradável!

 

A cidade tem um clima muito bom, mesmo no inverno, vale a pena pelo menos passear de carro pela orla. Paramos na Boca do Inferno, nosso ponto escolhido para ver o pôr-do-sol.

O acesso ao local é livre, sem cobrança de ingresso. Encontramos facilmente lugar para estacionar também sem custo. Para quem não estiver de carro, uma boa opção é alugar uma bicicleta no centro de Cascais, já que há uma bela ciclovia ao longo da Av. Rei Humberto II de Itália, passando pela Marina e chegando ao mirante da Boca do Inferno, em menos de 2 km.

 

A estrutura do lugar é boa, estava bem cuidado e havia banheiros e barraquinhas que vendiam bebidas e snacks.

Ao chegar no local, avista-se a imensidão do Oceano Atlântico. É possível ver o Farol da Guia, que fica próximo. Muitos confundem a Boca do Inferno com o ponto mais ocidental de Portugal, e, consequentemente, da Europa continental, que é, na verdade, o Cabo da Roca, que fica mais ao norte, próximo de Sintra.

 

A Boca do Inferno é um conjunto de falésias, que leva este nome por sua formação e pelo assustador barulho que as ondas fazem ao bater nas rochas. Nós ouvimos mesmo, é bem interessante!

E ali estávamos nós, para a hora mais esperada!

Mais admiradores esperando o sol encontrar o mar, e nós resolvemos fazer o mesmo!

 

Apesar da nuvem que apareceu bem na hora, a natureza continuou dando seu show!

E assim foi mais um lugar que aproveitamos para curtir o fim do dia e gravar para sempre na nossa memória!

 

 E você, quais suas últimas memórias apreciando as coisas simples da vida?

Compartilhar no Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

3 dias em Viena!

14 Nov 2019

1/3
Please reload

Posts Recentes

14 Nov 2019